Home / Uncategorized / Alguns fatos interessantes sobre Pi que você não sabia

Alguns fatos interessantes sobre Pi que você não sabia

Em 14 de março, os nerds da matemática de todo o mundo celebram o número irracional mais icônico e conhecido: pi. Mas porque 14 de março? Diferentemente do Brasil, em várias culturas, quando escrevemos a data, primeiramente coloca-se o mês e em seguida o dia, assim, 14 de março vira 3/14, os três primeiros dígitos de pi.

Pi é basicamente a razão entre a circunferência de um círculo e o seu diâmetro. Por se tratar de um número irracional, ele não pode ser descrito através de uma fração e no lugar disso, é um número infinitamente longo.

Desde que foi descoberto a centenas de anos, ele é alvo de estudos. Será que ele ainda apresenta alguns segredos? Das suas antigas origens até o futuro incerto, conheça alguns fatos sobre pi.

Memorizando o número pi

Atualmente, o recorde de memorização dos números de pi pertence a Rajveer Meena, da Índia. Ela memorizou 70.000 casas decimais em 21/03/2015, entrando assim para o Guiness World Records. O recorde anterior era de 67.890 casas.

Existe uma língua de pi

Os nerds mais fanáticos inventaram um dialeto que é conhecido como Pilish. Essa linguagem funciona da seguinte maneira: O número de letras das palavras coincide com os dígitos de pi.

O livro “Not a Wake” (2010), de Mike Keith, por exemplo, foi escrito totalmente em Pilish.

Veja como o livro começa: “Now I fall, a tired suburbian in liquid under the trees,
Drifting alongside forests simmering red in the twilight over Europe.

Perceba que as palavras coincidem com os números de pi.

Now = 3 letras, I = 1 letra e Fall = 4 letras… Assim por diante.

Aumento em grandes proporções

Como pi é um número infinito, a numeração de cada dígito de pi não é definida pelos humanos. O interessante é que desde que o número foi descoberto, a quantidade de casas decimais calculada cresceu de maneira exponencial.

Por volta de 200 a.C. os chineses antigos pareciam satisfeitos em usar apenas o número inteiro 3. Isaac Newton, em 1665 calculou as primeiras 16 casas decimais de pi. Em 1719, o matemático Thomas Fantet calculou 127 casas decimais.

Com a grande ajuda da tecnologia e de computadores cada vez mais potentes, o conhecimento humano sobre o número pi melhorou absurdamente. Entre 1949 e 1967, os números decimais de pi saltaram de 2037 para 500.000. No fim de 2017, com um programa de computador, Peter Trueb conseguiu calcular 22.459.157.718.361 dígitos de pi no decorrer de 105 dias.

Descoberta do número pi

Acredita-se que os antigos babilônios já sabiam da existência de pi cerca de 4000 anos atras. Uma tabuleta babilônica foi encontrada e calculava pi como 3,125. Um papiro de um matemático egípcio calculava pi como 3,1605. O matemático grego Arquimedes teria calculado pi através de um teorema de Pitágoras, fazendo uma relação geométrica entre o comprimento dos lados de um triângulo e a área dos polígonos dentro e fora dos círculos.

Pi Renomeado

Antes de associar o símbolo pi com a constante circular, os matemáticos tinham que explicar ao máximo para tentar descrever esse número. Uma frase em comum era encontrada em vários livros de matemática antigos que tentavam descrever pi como “a quantidade que, quando o diâmetro é multiplicado por ela, produz a circunferência”.

A primeira menção de pi como pi aconteceu em um livro de um matemático menos conhecido, William Jones, que a usou em 1706 em seu livro “Synopsis Palmariorum Matheseos“.

Fonte: LiveScience.com

Veja também

Essa americana ajudou soldados desfigurados pela primeira guerra mundial

Quase todos nós conhecemos ou ouvimos histórias de pessoas que dedicaram suas vidas para ajudar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by themekiller.com