Home / Turismo / A lenda dos bebês do Lago Pirâmide

A lenda dos bebês do Lago Pirâmide

Em todos os lugares do mundo são contadas histórias que conhecemos como lendas urbanas. Tratam-se de lugares assombrados, espíritos, demônios, etc. Em Nevada (EUA), no Lago Pirâmide (Pyramid Lake) também existe uma lenda urbana que cerca o local.

O Lago Pirâmide tem quase 900 metros de profundidade e é o último remanescente do antigo lago Lahontan da era do Pleistoceno. É neste lugar que existem lendas de criaturas estranhas que estão nas profundezas dessas águas muito antigas.

É lógico que muitas pessoas não acreditam nas histórias que envolvem este lugar, e que acreditam ser apenas fábulas criadas com a intenção de manter as crianças afastadas da água. Este lugar fascinante, tem rochas em forma pirâmides que se projetam nas águas frias. O mais interessante é o que diz respeito do que pode estar por baixo dessas águas.

Todos os anos, acontecem eventos bizarros e sem explicação, o mais comum é que eles ocorram na primavera, quando muitas pessoas afirmam ter ouvido gritos de bebês vindo das águas, além de uma quantidade enorme de pescadores que saem pra pescar e nunca mais voltam pras suas casas.

Existem uma série de suposições que buscam explicar os fenômenos dos sons assustadores e também das pessoas que desaparecem. Existem duas lendas que são mais comumente contadas pelos habitantes da região. O primeiro conta a história dos “bebês da água“, que segundo eles, começa quando a tribo dos Paiute teria jogado no lago os bebês recém nascidos que apresentavam alguma má formação. A ideia deles era que fazendo isso, na tribo permaneceriam apenas os mais fortes, que seriam úteis para a tribo. A história conta que os gritos que são ouvidos na região do lago, seriam dos bebês da tribo Paiute que foram mortos afogados.

Uma outra versão da história conta que uma sereia do Lago Pirâmide se apaixonou por um membro da tribo Paiute, mas a tribo em questão a rejeitou. A pobre sereia que teve o coração partido foi exilada para longe do lago pela tribo Paiute. Ela saiu da região, mas em uma fúria que apenas crescia, amaldiçoou as águas do lago em busca de vingança. Nenhum homem deveria mais entrar em seu lago. Isso, é claro, explicaria os pescadores que já desapareceram, mas a maior parte das pessoas acreditam que essa história foi inventada pela própria tribo, com a intenção de encobrir um pouco as ações bárbaras deles por terem afogado seus próprios bebês.

 

Mas e você, gostaria de conhecer esse lugar? Não dá pra acreditar 100% nas histórias, será que são reais? Acredito que a única maneira de tirar a prova é ficar por lá um tempo e ver se algo acontece. Será que é apenas um conto inventado para manter as crianças longe dos perigos do lago?

Veja também

A igreja de madeira de Kizhi Pogost

Quando se pensa em construir algo feito de madeira, sabemos que um dos elementos mais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by themekiller.com