Home / Mitos e Lendas / Rokurokubi

Rokurokubi

Este Yokai do folclore japonês pode ter seu nome traduzido para algo parecido com “Pescoço de polia“, devido a sua incrível habilidade de esticar o pescoço, podendo alcançar um tamanho enorme.

Durante o dia, esses seres tem aparência de mulheres comuns, mas durante a noite elas sofrem essa mutação e vagam livremente. As vezes suas cabeças atacam pequenos animais e outras vezes, com sua língua comprida, lambem o óleo das lâmpadas.

Origem:

Ao contrário de grande parte dos yokais, as rokurokubi não nascem como monstros. Elas são seres humanos que foram transformadas por alguma maldição ou delito. Esta maldição afeta apenas mulheres e não é conhecido nenhum caso ou relato de um homem ter se transformado.

Lendas:

Existem várias lendas sobre as rokurokubi, uma delas diz que essas mulheres amaldiçoaram os humanos que desobedeceram aos preceitos budistas, e por seu carma negativo, elas acabaram se transformando em monstros e atacando aqueles que seguem fielmente a religião.

Uma das histórias conta que um senhor percebeu que o óleo de suas lâmpadas estava se acabando mais rápido do que de costume e passou a suspeitar que uma de suas criadas fosse um rokurokubi. Então ele decidiu espionar a garota quando ela fosse dormir. Logo ele começou a notar uma espécie de ectoplasma aparecendo na região do pescoço e depois de algum tempo ela começou a se mexer na cama, mas apenas o corpo saiu da posição, a cabeça ficou no mesmo lugar e o enorme pescoço esticado entre os dois. No dia seguinte ele a demitiu. Ela foi demitida de todos os empregos posteriores, e nunca conseguiu entender porque isso acontecia e também nunca soube que ela era um rokurokubi.


Um outro conto fala de um monge que fugiu com uma jovem chamada Oyotsu, e que durante a fuga ela ficou doente. Acontece que para fazer o tratamento, ele teria que gastar todo o dinheiro que tinha para a viagem. Então ele assassinou Oyotsu e ficou com o restante do dinheiro. Dando prosseguimento a viagem, ele ficou em uma pousada e acabou dividindo sua cama com a filha do dono do lugar. Durante a noite ela se transformou, seu pescoço esticou e seu rosto mudou para o de Oyotsu. Com raiva, ela começou a acusá-lo de assassinato.

Na manhã seguinte, o monge, lamentando sua maldade abriu o jogo com o estalajadeiro sobre o assassinato de Oyotsu, e contou também o que tinha visto durante a noite. O estalajadeiro também confessou que havia matado sua mulher por dinheiro (que teria sido usado para construir a pousada), e que como castigo sua filha havia sido transformada em rokurokubi.

O monge retornou ao seu templo, construiu uma sepultura para Oyotsu e rezou por sua alma todos os dias da sua vida. Quanto a filha do estalajadeiro, nada é conhecido.

Segundo a lenda os rokurokubi só morrem se não conseguirem voltar ao corpo antes de o sol nascer. 

Veja também

O Vampiro de Croglin Grange

Conhecemos em várias culturas as antigas histórias que falam de seres ou criaturas que voltam …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by themekiller.com