O Assustador Espírito Eslavo “Kikimora”

Alguns espíritos são perigosos até mesmo para pessoas que não necessariamente acreditam neles. Uma das criaturas mais assustadoras em mitologias do mundo é o espírito da cultura eslava conhecida como Kikimora.

Desenho de Kikimora (1934) por Ivan Yakovlevich Bilibin.
Desenho de Kikimora (1934) por Ivan Yakovlevich Bilibin.

Na literatura, ela também é conhecida como Sziszimora ou Szyszymora. O significado do seu nome pode vir da língua finlandesa, onde “kikke mörkö” significa espantalho. Pode ser um ser sem corpo, um pesadelo, ou um espírito assustador que perturba as pessoas durante a noite. Kikimora é uma criatura que se instala em uma casa e não quer sair – e passa a tornar a vida das pessoas que ali vivem insuportável.

Kikimora geralmente é acusada de paralisia do sono e pesadelos. Ela era bem conhecida no território da Rússia, mas também é conhecida em vários países eslavos. Sua história também se espalhou para muitos outros países e sua aparição é geralmente associada a uma má notícia.

Na maioria das lendas, ela é uma mensageira de más notícias, mas existem algumas histórias que lançam uma luz positiva sobre o espírito. Seu nome também está relacionado com um som assustador, que era uma profecia para uma situação ruim ou trágica.

'The Nightmare' (1781) por Henry Fuseli
‘The Nightmare’ (1781) por Henry Fuseli

É dito que ela cresceu a partir de um feto morto ou natimorto. Às vezes, o espírito poderia vir do corpo da mulher que morreu durante o parto. Neste caso, ele poderia ter a cara da mulher ou sua mãe, avó, etc.

Kikimora ainda é conhecido como “Mora” na Polônia. A mesma palavra é em croata significa a mesma coisa – um pesadelo. Na Sérvia, Kikimora é chamado de “Mora” ou “Noćnink” (que soa muito parecido com a palavra polaca “nocnik” que significa “urinol”.

Na maioria das lendas existe também uma forma de “Mara“, que está relacionada a uma forma mais atraente de Kikimora. Às vezes, ela aparece como uma jovem incrivelmente bela. Acredita-se que ela visita os homens em seus sonhos para torturá-los com seus desejos e destruir suas relações com as mulheres reais. Ela também entraria nos sonhos das mulheres – em seus sonhos, mostra-lhes imagens para torná-las ciumentas e desconfiadas de que seus homens preferem outras mulheres. Ainda hoje, quando as pessoas nos países eslavos acordam devido a um pesadelo, dizem palavrões ao mora ou mara que aparentemente causou seus sonhos desagradáveis.

Acredita-se que Kikimora viaja à noite entre quartos usando um buraco de fechadura, por isso algumas pessoas tentam fechar as portas com cuidado e colocar chaves ou pedaços de papel nos buracos. Ninguém deve olhar Kikimora nos olhos, as crianças sempre foram ensinadas a olhar para seus travesseiros ou janelas se achassem que ela estava em seus quartos. Se ouviram Kikimora, eles eram orientados a não olhar para as portas, caixas, armários, etc., porque aqueles são lugares onde é dito que ela gosta de se esconder.

Ilustração de um Kikimora assustador. (Musical Musings)
Ilustração de um Kikimora assustador. (Musical Musings)

No folclore polonês existe também um espírito chamado Domowicha – que é um espírito protetor. Domowicha também pode ter um rosto de um membro falecido da família, mas, neste caso, ela aparece como um espírito que ajuda aqueles que estão vivos. Parece que Domowicha é o lado bom de Kikimora.

É importante compreender que os espíritos são criados a partir da imaginação humana e acabam virando lendas e folclores. É possível que a lenda de Kikimora e Domowicha tenha crescido de experiências espirituais que as pessoas tinham, mas a interpretação desses eventos foi criado pela mente humana.

Uma compreensão Russa é de que há dois Kikimoras. Um Kikimora é conhecido como um espírito da floresta e seu marido é Domovoi. A segunda Kikimora é do pântano e é a esposa de Leshy. A segunda deixa pegadas molhadas no chão de toda a casa que ela visita. De acordo com as crenças russas, se uma pessoa que ordenou a construção de uma casa foi desagradável aos construtores, eles poderiam convidar Kikimora para a nova casa. Com esse convite, seria muito difícil se livrar dela depois.

Uma ilustração de DomovoI (1934) por Ivan Yakovlevich Bilibin.
Uma ilustração de Domovoi (1934) por Ivan Yakovlevich Bilibin.

A história de Kikimora sobreviveu em muitos textos e ela se tornou uma inspiração para romances e poemas. Por exemplo, Anatoly Liádov criou um poema para orquestra chamada Kikimora. Ele descreveu Kikimora como tendo crescido com poderes mágicos, no coração das montanhas. Liádov escreveu que ela existe desde os tempos antigos e viveu em uma caverna de cristal. Neste texto, ela parece menos assustadora, mas mais como uma criatura sobrenatural fascinante que pode ser boa ou ruim … mas certamente interessante.

Veja também

Mito: Jenglot (Indonésia)

Jenglot é uma criatura que faz parte da mitologia da Indonésia e é uma espécie …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *