Santa Cruz del Islote (Colômbia)

Se você vive numa cidade muito grande ou mesmo numa metrópole, pode até estar acostumado com o ritmo e qualidade de vida desses lugares, pegar trens lotados, filas enormes, além de estar cercado por outras pessoas que estão na mesma situação que você. Muitos pensam que uma excelente saída para esse caos é se mudar para um lugar mais remoto fora da vida agitada. Mas se você pensa numa ilha como refúgio, nem cogite ir para a ilha Santa Cruz del Islote, no norte da Colômbia.

Este lugar é mundialmente famoso por ser a ilha mais densamente povoada do mundo. Imagine mais ou menos 1200 pessoas vivendo num lugar do tamanho de dois campos de futebol. Imaginou? Pois é assim a ilha de Santa Cruz del Islote. Embora seja tudo apertado e lotado, os moradores dizem que é um lugar bastante calmo e pacífico. Quer saber um pouco mais sobre este lugar? Continue lendo.

História

Santa Cruz del Islote é uma ilha artificial, composta basicamente de corais, que começou a ser povoada antes de 1900. A história diz que pescadores estavam procurando novas áreas para pescar e encontraram por acaso a ilha no meio do mar. Devido ao horário tardio para voltar, resolveram montar acampamento ali mesmo e descansar. Tiveram uma excelente noite de sono e também perceberam que não haviam mosquitos ali, então resolveram ficar.

Sobre a ilha

Atualmente, a ilha possui pouco mais de 90 casas, além de 2 lojas, um restaurante, uma discoteca, um posto de saúde e um colégio onde as crianças podem estudar.

A economia da ilha é basicamente da pesca, mas muitos habitantes trabalham em hotéis ou resorts em outras ilhas próximas.

De acordo com as pesquisas que fiz, até pouco tempo atrás a ilha só possuía iluminação através de um gerador de energia, que funcionava apenas algumas poucas horas por dia. Mas recentemente parece que o governo japonês forneceu algumas placas de energia solar e agora a ilha tem eletricidade 24h por dia.

Não há força policial na ilha e na verdade nem há essa necessidade, já que há um forte senso de comunidade entre os moradores. As portas estão sempre abertas e se por acaso algum vizinho precisar de algo, é prontamente atendido por alguém próximo.

Os habitantes adoram morar ali e querem viver o resto de suas vidas na ilha, saindo de lá apenas quando morrerem, já que na ilha não há cemitério, é necessário ser enterrado em outras ilha próxima.

Se você se interessou em conhecer a ilha, saiba que existem algumas maneiras de você chegar. Você pode ir a partir de Tolú, negociando com alguém da região para ir de lancha. Um detalhe é que chegando em Santa Cruz del Islote é necessário pagar uma taxa de 5.000 COP (menos de R$10), que são usados em benefícios da própria ilha e em troca, você ganhará uma visita guiada pelo local.

Em uma rápida pesquisa na internet, achei no airbnb um quarto para até 3 hóspedes em albergue na própria ilha. A diária fica em aproximadamente R$ 280 (clique AQUI)

Fontes:
Baquianos.com
Wikipedia
Great Big History
History Daily

Veja também

A rocha de Al Naslaa (Arábia Saudita)

Em todos os continentes existem centenas, talvez milhares de construções monumentais que são tão incríveis …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *