Home / Estranho e Extraordinário / Pesquisadores descobrem 140 novos geoglifos no Peru

Pesquisadores descobrem 140 novos geoglifos no Peru

Estudantes da Universidade Yamagata no Japão, descobriram 140 novos geoglifos, que ainda não haviam sido descobertos, nas areias do Peru. Esses novos geoglifos se juntam a enorme coleção de desenhos misteriosos que já são conhecidos, as linhas de Nazca.

As Linhas de Nazca foram declaradas Patrimônio Mundial da UNESCO em 1994, ou seja, bem antes dessa nova descoberta. Na época, eram 30 geoglifos esculpidos na areia de uma planície na costa do Peru, e são parecidos com seres vivos. A UNESCO acredita que essas linhas foram criadas entre 500 a.C e 500 d.C. Essas linhas permanecem um dos maiores mistérios não resolvidos da arqueologia, principalmente por seu tamanho, natureza, quantidade e localização.

Os geoglifos são divididos em dois tipos: A e B. Eles são classificados baseando-se provavelmente na maneira em que foram criados. Os maiores, do tipo A, foram criados removendo pedras para formar as linhas na areia. Já os do tipo B, de tamanho menor, foram criados removendo pedras para criar as superfícies com cor mais sólida. A equipe do professor Masato Sakai usou o trabalho de campo e os tecnologia de alta resolução para encontrar os novos geoglifos que se acreditam ser do período entre 100 a.C e 300 d.C.

Os habitantes da região de Nazca, viveram na costa sul do Peru há mais de 2000 anos. Além do reconhecimento deste povo pelas linhas de Nazca, eles também são muito conhecidos por sua fabricação cerâmica e têxtil.

Assim que obtiver novas informações, postarei aqui no blog.

Fonte: Republic World

Veja também

Lithoreda abanatica. Esse estranho animal que come rochas e defeca areia

Reuben Shipway é um Ph.D em biologia marinha e pesquisador do Centro de Ciências Marinhas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by themekiller.com