Seria o nosso universo apenas um holograma?

Você já imaginou alguma vez que a realidade pode não ser real ou ser apenas uma simulação ou holograma? Para mim parece algo quase inacreditável, mas essa teoria existe e já deixou de ser “marginal” faz um bom tempo. Lembre-se que todas as descobertas científicas já foram um dia apenas teorias. Uma questão que vem intrigando muitos estudiosos atualmente é: podemos estar vivendo em uma simulação de uma realidade virtual?

A teoria de que a realidade como a conhecemos não é real já é muito antiga, as primeiras origens remontam aos antigos indígenas que acreditavam que existimos apenas em um sonho ou ilusão. Existem estudiosos que tentam provar que isso é uma realidade, enquanto outros tentam nos libertar dela.

O universo, segundo esses teóricos, é um holograma ou simulação da consciência. Trata-se de um experimento virtual criado em tempo linear para estudar emoções. Nossa simulação é composta de grades criadas por uma consciência de fonte trazida pela energia eletromagnética no nível físico. O holograma é criado e vinculado por meio de uma matriz de grade.

O holograma teve um começo e portanto, terá um fim, à medida que a consciência for evoluindo. Aos poucos, essa matriz deve começar a entrar em colapso e tudo dentro do holograma terminará.

Com certeza você já deve ter visto algum filme, série ou jogo que é baseado no conceito da realidade como um holograma ou simulação. Alguns mais famosos são: Matrix, Inception e a série Star Trek, mas existem muitos outros.

É possível também que você já tenha visto algum vídeo na internet sobre possíveis falhas nessa matriz. Quando alguma variável é alterada, temos uma alteração na nossa realidade. Um caso bem comum é o déjà vu, quando temos uma impressão muito forte de que já passamos por uma determinada situação (essa impressão pode ser uma pista de que uma variável foi reprogramada e se ramificou no mundo alternativo). Veja abaixo um vídeo que retirei do YouTube sobre essas “falhas”.

Quando tivermos uma maior compreensão sobre a questão da inteligência artificial, o conceito de que a realidade pode ser uma simulação poderá ficar mais claro, já que estão virtualmente conectados.

Acima, o editor da Scientific American, Michael Moyer explica melhor essa teoria (em inglês).

Elon Musk, a grande mente por trás da Tesla, é um dos muitos no Vale do Silício que acreditam na “hipótese da simulação”. Ele argumenta que o que experimentamos como realidade é na verdade uma simulação gigante de computador criada por uma inteligência mais sofisticada. Lembra o filme Matrix? É porque é exatamente isso.

A última teoria que Stephen Hawking vinha trabalhando antes da sua morte era sobre a realidade ser um holograma. Em 2015 ele fez uma conferência para tentar explicar o que acontece dentro de um buraco negro. Segundo ele, as informações que entram em um buraco negro precisam ser armazenadas ou violariam uma lei da mecânica quântica.

Hawking acreditava que as informações sobre aquilo que está dentro de um buraco negro ficam projetadas na sua borda, também chamado de horizonte, em um holograma. Sua solução se aplicaria a todos os buracos negros do universo. Nos buracos negros, a gravidade é tão forte que nem mesmo a luz consegue sair deles.

Na década de 1970, Hawking mostrou que os buracos negros tem um limite de vida e um dia ficam sem energia e acabam morrendo. Quando morre, acredita-se que as informações armazenadas são perdidas. Uma questão levantada por vários cientistas é: haveria algum tipo de restos, deixados pelos buracos negros? Será que as evidências de que nós existimos ou não surgiram de algum buraco negro?

Mais um vídeo sobre o universo holográfico. Neste, o professor Brian Greene fala a respeito dessa possibilidade.

E você, acredita que podemos realmente estar vivendo em uma realidade simulada, ou são apenas teorias a serem estudadas? Deixe sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *